Para inspirar

 

 

 

Ótima quinta a todas!

Anúncios

Dica: artigos de festa baratos pelo Ebay

Eu sou viciada em comprar cacarecos da pelo Ebay, fico horas e horas fuçando. Já comprei de tudo, bolsas, lenços, roupas, capinha de iphone, etc. Pra quem não conhece, o Ebay funciona da mesma forma que o Mercado Livre aqui no Brasil, é preciso ter uma conta e comprar de vendedores confiáveis e com boa classificação. Eu só compro dos Top Sellers e nunca tive problemas, o máximo que já esperei foram 2 meses e o mínimo umas 2 semanas.

Minha última invenção foi comprar os artigos de festa do Dudu por lá. Já recebi tudinho, fiz 2 pedidos para o mesmo vendedor, ambos chegaram em uns 20 dias. Comprei 2 balões pra encher de gás hélio lindíssimos de 70cm cada e umas tags pra cupcakes. Me segurei pra não postar as fotos aqui, senão iria estragar a surpresa da festa, mas corri pra indicar o tal do vendedor, já que paguei 7 dólares em cada balão mais 2 de entrega. Se for comparar com os preços daqui, sai de graça!

O vendedor é o monkeydogballoons (clique no nome para ver) e ele tem de tudo. Balões pra chá de bebê, chá de panela, milhares de temas infantis, temas mais femininos como zebra e onça, além de alguns artigos pra festa. Mas o que eu achei que vale a pena são os balões, todos muito diferentes do que eu encontrei por aqui, a um preço muito menor. Fiz uma seleção de alguns que achei por lá, mas tem milhões de outras opções.

 

Gostaram?

Depoimento: DIU após o parto

Uma ótima solução pra quem costuma esquecer a pílula (EUUU!) é o DIU. Coloquei o Mirena, que além da proteção física de qualquer DIU também tem a proteção hormonal. Aqui em Santa Catarina, meu plano de saúde – Unimed – cobriu o procedimento e também forneceram o DIU, uma marravilha.

Esses dias uma amiga me perguntou sobre como eu me sentia e como foi a colocação. Achei que poderia ser uma dúvida comum entre muitas mães, já que eu também tinha antes de usar.

Minha médica disse que geralmente as mulheres que colocam após o parto (coloquei 6 meses depois) não sentem muita dor. Eu não senti praticamente nada. Foi muito tranquilo e rápido, coloquei sem sedação só com analgesia local. O pós então foi uma maravilha, nenhum efeito colateral, melhor impossível!

Meninas, isso é um depoimento pessoal, imagino que algumas pessoas não tiveram a mesma aceitação que eu, mas segundo algumas mães e até mesmo minha gineco, a colocação do DIU algum tempo após o nascimento do bebê, costuma ser mais fácil para a mulher.

Por enquanto, sem surpresas, nem irmãozinhos.

 

Dia dos pais

Esse foi o presente que eu dei, melhor, o Dudu deu de dia dos pais. Ataquei de “artista” e fiz uma caixa usando as mesmas habilidades que eu adquiri no jardim de infância! Uau.

Passamos um dia bem tranquilo, com direito a almoço em casa feito por mim (uooohhhh), já que sair pra restaurantes sem reservas é o caos nesta data.

Beijos e até o próximo post.

Voltando à forma antiga

Eu li esses dias (não lembro mais a fonte, mas era segura, tá?.. haha) que a maioria das mulheres leva em média 1 ano pra voltar ao peso que tinha antes de engravidar. Eu levei 11 meses pra chegar no peso de antes (que não é o ideal), mas confesso que poderia ter levado bem menos, porque continuei a comer como se ainda estivesse grávida por uns 8 meses, descontrolei total! O Tiago ontem mesmo me disse que não sabe como eu não sou um bote de gorda, perto de tudo que como. Quem me acompanha no instagram sabe do que eu estou falando.

Comecei a me sentir melhor e controlar mais o apetite só depois que eu resolvi me exercitar. Sei que é muito difícil pra maioria das mulheres com bebê encontrar um espaço na agenda pra academia. Pra mim não foi diferente, mas tenho a sorte de trabalhar em casa por enquanto. A solução mais fácil pra mim foi contratar uma personal, já que tenho academia no meu prédio, daí não tem muito como fugir, embora as vezes a gente escape, né mari? kkk.

Hoje resolvemos fazer um treino ao ar livre, com a ilustre presença do Dudu. Ele foi de carrinho feliz da vida enquanto eu corria pra lá e pra cá. Fiz até uns exercícios com ele de peso! Curtimos bastante, eu e ele.

Essa é a Mari que ficou de babá pra eu correr! Adorei.

 

 

Sim, é pra mim! E daí?

Eu estava na dúvida se fazia uma festa de aniversário pro Eduardo. O que me fazia pensar bastante em não fazer era o fato dele não entender direito e por isso, não aproveitar a festinha como eu gostaria. Aí pensei em fazer um festão no segundo ano dele, e neste ano cantar parabéns em família, com direito a bolo e docinho só para os avós e padrinhos.

Muita gente veio me falar que festa de 1 ano não vale a pena. Ainda mais no caso do Dudu, que nossa família é pequena e ele ainda não vai pra escolinha. Quase não vai ter criança. “Será uma festa para os adultos. Será uma festa para os pais, não para o filho. Ele vai estranhar muita gente reunida e pode ficar manhoso”. Isso tudo é fato.

Perdi mais uns neurônios e comecei a filosofar. Realmente, pro Dudu pode não ter muito sentido a festinha. E se eu tiver realmente pensando em mim? Qual o problema? Passei o último ano da minha vida me dedicando exclusivamente ao meu filho lindo. E se eu quisesse fazer a festa pra comemorar meu primeiro ano como mãe? Ainda mais eu, que adoro festa! Mais do que merecido, não é? Diz que não pra ver!

Tem muita gente por aí que aparece com esse discurso de que “é para os pais” como se fosse um crime. Acho uma baita hipocrisia, porque se parar pra pensar, quase tudo é para os pais! Os bebês só precisam de comida, colo, carinho e higiene. Todo o resto é para os pais!!!  Só falta esse povo dizer que as roupinhas lindas, perfumes e sapatinhos que a gente compra é pra eles se acharem pra cima dos amigos do berçário. E quando a gente dá a chupeta pra eles pararem de chorar? É sempre pensando neles, e nunca nos nossos ouvidos, certo? ãhã.

Pra finalizar, tomei minha decisão. Vou fazer uma festa sim. No meu salão e pra menos pessoas que eu gostaria de convidar. O primeiro critério para a escolha dos convidados é a convivência com o Dudu, e depois se o casal tem crianças. Como parte das comemorações, vamos fazer uma viagem em família! Essa sim, o Dudu vai curtir muito. Afinal, ele também merece.

Vídeo: a primeira arrancada!

Lembram que eu reclamei que era só pegar a câmera e o Dudu saía engatinhando?
Pois eu consegui pegar a primeira “arrancadinha” dele, e tá tudo gravado!

Eu fiquei com vergonha falar porque sabia que poderia publicar o vídeo. deu pra notar? haha

Ah, esse vídeo foi gravado na semana passada. Incrível como ele já evoluiu!

Frases inspiradoras – e desanimadoras.

Algumas verdades sobre o que é ter filhos.

As frases estão em inglês e, como ninguém tem obrigação de saber, coloquei a tradução em cada uma.

Pessoas que dizem que dormem feito os bebês, geralmente não tem um.

Um bebê torna o seu amor mais forte, os dias mais curtos, noites mais longas, diminui sua conta bancária, faz sua casa mais feliz, deixa suas roupas mais velhas, faz o passado ser esquecido e faz o futuro valer a pena.

Crianças precisam de amor, especialmente quando elas não merecem.

Um bebê preenche um local em seu coração que você nunca soube estar vazio.

Faça aquilo que você sente que é certo, pois você receberá criticas de qualquer forma.

Se o seu bebê é perfeito, nunca chora, dorme no horário e arrota sempre que precisa e é um anjo o tempo todo – você é a avó.

Tomar a decisão de ter um bebê é algo que se faz por um momento. É decidir ter para sempre seu coração, andando por aí, fora de seu corpo.

Bebês sempre são mais complicados do que você imaginava – e mais maravilhosos.

Fonte: Preagnant Chicken

Próxima compra: DVD Portátil

Tá aí uma coisa que nunca tinha dado muita bola, o tal do DVD portátil. Achava que iPhone e iPad dariam conta do recado com a Galinha Pintadinha e outros clipes direto do YouTube, mas depender do 3g da TIM ou WiFi dos lugares não tem sido muito legal.

Adorei este modelo, que dobra e não deixa o Dudu ficar com os dedinhos nos botões.

Será nosso companheiro fiel na próxima viagem!