12 coisas que eu aprendi sendo mãe!

Eu escrevi e deletei umas 10 vezes este parágrafo. Já disse o quanto passou rápido, também falei da intensidade com que eu vivi este último ano, do amor que eu sinto por ele, etc, etc, etc.. Resolvi então fazer algo diferente e me propor um desafio pra comemorar o primeiro ano do Dudu: Botar a cachola pra funcionar e falar sobre 12 coisas que eu aprendi nos últimos 12 meses.

  1. Ser mãe não é maravilhoso! Este texto foi a maior auto-análise que eu tive capacidade de fazer na minha vida. Não poderia deixar de falar. A recompensa por ser mãe é que torna tudo maravilhoso, mas ser mãe, de fato, não tem nada a ver com comercial de margarina.
  2. Passei a valorizar e entender muito mais a minha mãe. Embora eu seja um pouco travada (não parece, eu sei!) e não consiga dizer exatamente essas palavras pra ela.
  3. Percebi que preciso me policiar com os palavrões que costumam saltar da minha boca. Ainda não consegui, mas já aprendi que preciso mudar! É um começo, certo? Rs..
  4. Comi mamão e banana fazendo cara de “Que delíciaaa!”. Eu tenho um sério problema em comer frutas, já me disseram até que é psicológico e que deveria me tratar. Fato é que a “paposa” – assim que eu defino a textura – das frutas me dá calafrios. Nada contra sucos e batidas, o negócio é a papa ruim mesmo.
  5. Descobri que por mais que eu esteja no meu pior dia, ele tem a capacidade de me fazer ficar feliz e esquecer dos problemas instantaneamente, mesmo com o sorriso mais “xoxo” que ele apresente. Ali, tudo passa.
  6. A cada mês que passa o amor aumenta. E em uma progressão geométrica desenfreada.  Ser mãe é amar tanto que chega a doer. E como dói.
  7. Vi que de perto, nenhuma família é normal! Tenho a oportunidade de conversar com muitas mães que, entre um desabafo e outro, me fizeram perceber que todo mundo, mas todo mundo mesmo, vive uma vida bem longe de ser perfeita. O que importa mesmo, além do amor, é saber aceitar o outro e ceder. Sempre fui de criar muitas expectativas. Agora sou muito mais pé no chão.
  8. 95% dos meus programas favoritos são os programas favoritos dele. Os 5% restantes representam meu descanso, pra que eu volte a assistir Galinha Pintadinha (com direito a coreografia e saltos circenses com ele no colo) e leve ele pra correr na rua e ver todos os “uauaus” que ele quiser.
  9. Aprendi que álcool à noite e Dudu de manhã, com certeza, não combinam. Por mais moderado que seja.
  10. Depois que virei mãe comecei a “me achar” mais! Represento uma fortaleza pra ele (pelo menos pelos próximos anos, até ele perceber que os pais não têm superpoderes), e isso me torna mais forte e confiante. Receber esse tsunami de carinho todos os dias me dá força pra correr atrás das coisas que eu quero com coragem e mais vontade!
  11. Tenho vontade de ser uma pessoa melhor, todos os dias. Saber que você é o exemplo de alguém é maravilhoso, mas é a maior responsabilidade que eu posso carregar na minha vida.
  12. Descobri que eu posso sim, me arrumar em 5 minutos, me maquiar em 4 minutos, e que fazer xixi enquanto eu escovo os dentes é um perfeito otimizador de tempo!

Ter criado este blog foi definitivamente a melhor coisa que eu fiz, depois do Dudu é claro. É a melhor terapia que eu poderia fazer, e ainda por cima grátis! Obrigada a todas que me fazem continuar escrevendo por aqui!

E mais ainda, obrigada ao Eduardo por me proporcionar tudo isso!

Anúncios

33 respostas em “12 coisas que eu aprendi sendo mãe!

  1. QUE LINDO BIAAA!!!!!
    MUITO MUITO LINDO! é de encher os olhos e o coração “vendo” a sua relação com ele.
    Que Deus abençoe sempre essa relação e seja assim, LINDA, para sempre!!!
    bjãooo

  2. Emocionante, lindo e extremamente verdadeiro! Parabéns por tudo isso, toda força, reflexão, amor e principalmente… Dudu! Beijaooo

  3. Bia, confesso que dei risadas e me emocionei durante este post!
    Aprendemos muito nos tornando mãe, ainda mais quando as nossas pessoinhas nao estavam em planos imediatos.
    Cada palavra que você escreveu representa verdadeiramente cada um dia desses 12 meses de um primeiro ano magico e complicado ao mesmo tempo!
    O blog é um presente para todas nós vermos que no fundo é igual para todo mundo e totalmente lindo só no comercial da Pampers! Hehe

    Beijos!

  4. Pois é Bia é isso ai e muiiito mais….pq na medida q eles vão crescendo…..aiiii vai dando um calafrio…cada ano, uma etapa vencida…eu senti e sinto ainda tdo isso q tu escreveu….e posso dizer q é sofredor e deliçioso ser MÃE…..

  5. Lindo amiga! E você aprendeu tudo isso mesmo.
    É uma mãe presente, carinhosa, educadora… Enfim, uma mãe maravilhosa.
    Tenho muito orgulho de você.

    Muitos beijos

  6. Adorei amiga! O Dudi nos ensina coisas novas todos os dias. Certamente não foi só tu que aprendeu muito com esse priiiince charming! :* e parabéns! 🙂

  7. Quando eu descobri que estava gravida, comecei a procurar blogs sobre a gravidez e como ser mãe! Quando descobri seu blog eu me identifiquei muito com a sua forma de ver a maternidade! Também descobri minha gravidez no natal, na verdade uma semana antes e contei para minha familia no dia 24, a unica diferença mesmo é que eu estava com 19 anos, meu bebê já nasceu e adoro ver as suas postagens porque nada mais é a minha vida em alguns meses, o Gabriel fará um mês no dia 3 de setembro! Fico muito feliz com todas as descobertas que você teve com o Dudu, eu estou descobrindo essas coisas também, com certeza damos muito mais valor a nossa mãe e viramos amigas, como nunca fomos! Parabéns ao seu menino e a você! Beijos

    • Oi Marina!
      Realmente descobrimos de forma parecida!
      Admiro muito meninas da sua idade que, grávidas acidentalmente, assumem com tudo o filho e ainda com muito orgulho. Conheço muita gente que joga a bola pra mãe! hehe

      Parabens a você e ao baby Gabriel.

  8. O melhor é saber que tudo o que vc aprendeu vc tem dividido por aqui !
    Beijos e tomara que aprenda muito mais a cada ano que comemorarem.

  9. Realmente emocionante! Tudo que tu escreveu reflete a sorte do Dudu em ter uma mãe TÃO especial, dedicada e maravilhosa como és amiga!
    Que divino o encontro de vocês dois nessa vida!
    Amo vocês, muito e sempre!
    Mari!

  10. Bia, eu tava viajando e já tinha começado a ler esse post, mas guardei pra ler com calma quando voltasse. Adorei! Concordo com cada vírgula. É tudo isso mesmo. A gente descobre o quanto é fod* mesmo! Que consegue fazer mil e uma coisas ao mesmo tempo, e que tá tudo bem ser assim. O item 11 é o principal pra mim. Finalmente, faço valer as mil e uma promessas de ano-novo sobre ter atitudes melhores no meu dia-a-dia, porque preciso ser exemplo pros pequenos. Parabéns pela “catarse”, e obrigada por dividir tudo isso com a gente, teu blog é uma delícia!

      • Ai guria, até penso nisso, mas com dois filhos eu já tô ficando doida, se eu arrumar mais um eu piro! hehehe prefiro ficar dando pitaco no teu e em outros blogs, assim não tenho compromisso 😉

  11. Tudo que escreveu é verdade
    E é muito bom saber que outras mães sentem a mesma coisa.
    Por muitas vezes me achei um monstro um achar que ser mãe não é tão maravilhoso quanto aparece nos comerciais….
    Felicidades para nós e nossos pequenos…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s