Dar ou não chocolate para os bebês?

Quando eu estou comendo qualquer coisa (qualquer mesmo!) o Eduardo começa a me olhar com cara de cachorro pidão. O Tiago já se derrete todo e quer dar um pouquinho de tudo pra ele provar e, pra variar, a mãe faz o papel de chata mais uma vez.

A páscoa tá aí. Logo, uma enxurrada de chocolates vai aparecer aqui em casa e em todas as que ele frequenta. Já to vendo a cena, Dudu mendigando pelo melhor (e pra mim único) doce do mundo!

Por isso resolvo postar essa matéria que me caiu como uma luva. Resumo: o ideal é que bebês só experimentem o pretinho maravilhoso após 2 anos, mas pode ser introduzido em pequenas porções a partir do primeiro ano de idade.

Pra quem tá afim de ler, segue na íntegra a reportagem do Baby Center:

É realmente difícil resistir àquelas carinhas morrendo de vontade de experimentar uma coisa que você sabe que é verdadeiramente deliciosa, mas tenha cautela, porque o chocolate é um alimento bem calórico e pode prejudicar o apetite da criançada — ainda mais na fase inicial da introdução à alimentação com sólidos.
Segundo a nutricionista Ana Lúcia Cunha, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), o “ideal” é que uma criança só experimente chocolate a partir de 1 ano e, ainda assim, em pequenas quantidades. “Como em geral contém açúcar e leite na sua composição, o chocolate poderá dar gases e um certo desconforto abdominal se for consumido em excesso”, alerta.
Ana Lúcia lembra também que cafeína e teobromina estão presentes nos chocolates e “são substâncias estimulantes e com poder viciante”.
É preciso ficar de olho ainda em possíveis reações, já que as crianças podem ser alérgicas a algum dos ingredientes da fórmula de muitos dos chocolates comercializados no Brasil, como leite, amendoim ou castanhas. Na dúvida, dê um pedacinho inicial junto com alimentos que já fazem parte da dieta dos seus filhos, assim será mais fácil monitorar e identificar a origem daquilo que pode ter provocado alguma reação.
Como é gorduroso, o chocolate pode provocar diarréia se consumido em excesso. Não deixe grande quantidade de chocolate à mão da criança. Se ela comer demais de uma vez, pode mesmo ter dor de barriga. Os especialistas recomendam dar no máximo o equivalente a 1 colher de sopa por dia, para crianças de 1 ano.
O lado bom e bem conhecido de todos nós é que chocolates provocam uma sensação gostosa de bem-estar, devido à liberação de endorfinas e serotonina; além disso, eles contêm antioxidantes (que ajudam a diminuir o risco de certas doenças), vitaminas e vários minerais (como magnésio, cobre, zinco, potássio, manganês).
De acordo com a nutricionista, “os chocolates amargos são mais calóricos, porém têm menor quantidade de açúcar e leite, sendo considerados mais saudáveis”.
Ou seja: você não precisa ser radical. A partir de 1 ano, pode dar chocolate para seu filho experimentar, mas em quantidades pequenas. Mas saiba que, agora que ele provou, nunca mais deixar de pedir. É por isso que alguns pais resolvem esperar até a criança ter 2 anos — enquanto ela não souber o que está “perdendo”, não vai ficar pedindo e não corre o risco de abusar.

É, Dudu vai esperar.

Anúncios

8 respostas em “Dar ou não chocolate para os bebês?

  1. Ótima escolha Bia, quanto mais tempo o bebê esperar para “apreciar” a maravilha do chocolate menor o risco de desenvolver obesidade e diversas patologias associadas.
    Mesmo sendo fonte de diversos nutrientes, alguns deles são pouco biodisponíveis, ou seja, o organismo não os absorve bem devido a interação de nutrientes.
    E pode muitas vezes fazer com o que o bebê prefira trocar a tão maravilhosa e vitaminada frutinha por um pedacinho de chocolate, o que acarreta em diversos prejuízos para o organismo.
    Há também a maior probabilidade de desenvolvimento de intolerância alimentar quando o bebê é exposto precocemente aos alimentos alergênicos.
    Eu, como mãe e nutricionista, só tenha a discordar deste texto, obviamente cabe a cada mãe julgar o que acha certo para seu filho, cabe a nós apenas torcer pelo bom senso do pequeno, como é o caso do meu que já lhe ofereceram (pelas minhas costas) este tipo de alimento, no entanto, acostumado a uma dieta rica e nutritiva, totalmente natural e saudável, sentiu-se extremamente insatisfeito com o que .provou e cuspiu.
    É na infância que os hábitos alimentares são formados, devemos priorizar a oferta de alimentos ricos em micronutrientes e deixar para que experimentem alimentos não tão saudáveis quando já tiverem um MÍNIMO de discernimento, mas é claro, não podemos ser radicais também se não quando a criança tiver uma oportunidade vai ver que a mãe lhe escondeu uma das maravilhas do mundo hehehehe
    Feliz páscoa para vc e sua família!

  2. Tansa, agora as pessoas não vão mais dar chocolate “pro Eduardo” hahahahaha, devias ter esperado passar a páscoa po! Brincadeira, bom post e boa escolha.. Embora eu acredite que ele já seja viciado no pretinho básico, considerando os 9 meses dentro da tua barriga absorvendo todo aquele cacau.

  3. Adorei o post, é isso mesmo a gente fica com dó qdo eles nos olham assim, né? Mas temos que resistir, eles terão a vida toda para comer chocolate e depois que experimentam não querem nada mais…rsrsrs
    O ideal é esperar o maior tempo que puder, o problema é controlar os papis e os avós..hehehe
    bjinhos

  4. Biaaa!!! Lembro da nós duas super empolgadas com as caixas de alpino!!! O Dudu com certeza será apreciador dessa delícia e concordo com vc, no tempo certo. Fico observando avós dando chocolate, sorteve, comida gordurosa e outras coisas que me tiram do sério… e o pior é se você avisar e ainda assim fizer pelas costas.
    Acredito que assim como o chocolate, tudo que damos para comer deve parecer imensamente gostoso. Além do sabor, a impressão que ele terá ao ver as pessoas comendo qualquer alimento, acredito que influencie (pelo menos um pouco).
    Eu não pretendo dar doces pra Julinha tão cedo…
    bjoooooo amigaaaaa!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s