O primeiro presente

Assim que a ficha caiu e eu percebi que realmente seria tia de uma criaturinha babona e gordinha, pensei: “preciso dar um presente”. No entanto, ainda não havia sequer uma pista se a criança seria menino ou menina, o que dificultava muito minha nova empreitada. Fui atrás de roupinhas amarelas, bichinhos de pelúcia e afins, mas nada me enchia os olhos (a verdade é que roupinhas de menina eram o que mais me enchiam os olhos, mas preferi não arriscar).

Fui até a Saraiva, onde avistei o presente ideal: uma edição especial do Pequeno Príncipe, imensa, todinha em pop-ups. Era o presente ideal da tia-designer, ainda mais considerando que meu papel de tia vai ter grande participação na vida cultural dessa criança, já que eu praticamente babo quando vejo livros e DVDs interessantes pra crianças e não resisto, quero tudo. Pensei que seria um bom presente e também pensei que o Valdir, padrasto-leitor-assíduo, gostaria de participar (primeiro porque ele adora ler e adora presentear com livros, segundo porque o preço da edição de luxo era meio salgado e dividir não ia fazer mal a ninguém). Liguei pra ele, ele adorou a ideia e eu arrematei o livro.

Lindo, né? São as aquarelas originais do próprio Saint-Exupéry, achei divino!

Sei que provavelmente o Dudu só vai aproveitar realmente esse livro daqui alguns anos, quando ele conseguir entender mais do que ‘essas coisas que saltam do papel que eu quero RASGARRR’ mas, ainda assim, foi meu primeiro presente para o meu futuro sobrinho e, por isso, acho que vale o registro.

Anúncios

9 respostas em “O primeiro presente

  1. Lindo post Bruna. Adorei essa edição do livro!
    ” Eis o meu segredo. É muito simples: só se vê bem com o coração. O essencial é invisível aos olhos.”

    • Lindo o livro, né?? Fiquei totalmente louca por ele hahah. Essa passagem é muito bonita, pensei em terminar o post com ela, mas acabei esquecendo hahah agora tá aqui!!

      Beijo Mari!

  2. Irmã querida, que lindo!
    Aposto que se a Carol ler isso ela vai fazer uma gracinha às minhas declarações de amor, mas tu sabe que apesar do meu jeitinho fiona eu te amo.
    Ah.. agora eu entendi porque eu cheguei no meu quarto e vi os vasinhos da sacada lá! hahaha achei que eram duendes.

    • Hahahah precisava de algo pra compor as fotos, os vasinhos foram bem convenientes. A Carol nunca acredita nas tuas declarações de amor, mas ela tem motivos pra isso hahahaha ela conviveu com a Bia da minha infância! Ainda bem que mudou 😛

      Beijo MAAAAANA hahaha

  3. Bia, teu pai conto pro meu do teu blog.
    Adoreeeeei!!
    Desejo tudo de bom pra ti e pro teu baby.
    São ótimas dicas pro futuro (I hope so, hehehe)
    Beijões.

  4. Oinn que lindo, sou completamente apaixonada pelo Pequeno Principe, não é a toda que o primeiro ano do João Otávio foi com este tema! Lindo o livro!

    Bia, já visse o quarto do Pequeno Principe que tem a tokstok? eu ameiii, mas o preço é meio salgadinho, acabei comprando somente uma fronha mesmo, rs

    A frase pra mim que marca é “O amor é a única coisa que cresce a medida que se reparte!”
    beijinhos pra vcs!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s